Idas e vindas

Mensagens e poesias 

Moro em uma humilde fazenda.
Quando chega o vento,
bailarinas aparecem, pequeninas elas são.
São as folhas do galho,
no outono, caindo no chão. 

Vejo garças voando.
Sonoros pássaros cantando.
Em altos ipês-amarelos pousando.
E meu pensamento viajando.
Mesmo com tantas belezas,
sinto muita tristeza. 

Que saudade da cidade!
Em Rio Verde é só felicidade.
Brincar, ir ao rodeio,
comer pamonha, galinhada,
arroz com pequi e feijoada. 

Vou ficando aqui na roça, junto com meus irmãos,
brincando, assistindo missa e batismo, estudando.
É assim que eu vivo igual a garça-branca,
sempre voando de lá para cá. 

Elas poderiam me levar para outro lugar.
Deste jeito novas belezas eu iria observar. 

KUCZIRCA, Jonathan Luis
 


 

 

 

>> Gostou desta postagem? Compartilhe!

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.