Vida no sertão


Vou falar do meu sertão
Que fica aqui no Nordeste
Onde passou Lampião
O famoso cabra da peste
E com ele Maria Bonita
Com sua beleza celeste. 

O trabalho é pesado
Aqui neste sertão
Somos todos agricultores
Cultivando a plantação
Dia e noite, noite e dia
Até calejar as mãos. 

E assim vamos vivendo
Todo mundo aqui trabalha
Às vezes cultivando o chão
Às vezes cortando palha
É assim a nossa vida
Uma temida batalha. 

Em moradias pequenas
Muitas feitas de barro
Com estradas muito ruins
Que não se passa de carro
Vamos levando a vida
Neste lugar eu me amarro. 

O povo que vive aqui
Deste lugar tem orgulho
Porque toda a madrugada
Os pássaros fazem barulho
Despertando a alvorada
Mais um dia com orgulho.

Todos aqui estudamos
Para ser bons cidadãos
Porque é direito nosso
Está na legislação
E também porque queremos
Ter uma boa educação.

A seca neste lugar
Não é mais problema não
Pois aqui já choveu tanto
Que alagou a plantação
E são muitas as cidades
Que o rio fez destruição.

E agora vou terminar
E tenho uma coisa a dizer
Quem não conhece esse lugar
Deveria conhecer
Pois são tantas maravilhas
Que não dá pra descrever.


LIMA, Arielis Nascimento de.



Veja também: (História) A reforma protestante e a Contrarreforma

Nenhum comentário:

Seu comentário será publicado em breve e sua dúvida ou sugestão vista pelo Mestre Blogueiro. Caso queira comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo desta. Muito obrigado!

NÃO ESQUEÇA DE SEGUIR O BLOG DO MESTRE NAS REDES SOCIAIS (PELO MENU ≡ OU PELA BARRA LATERAL - OU INFERIOR NO MOBILE) E ACOMPANHE AS NOVIDADES!

Tecnologia do Blogger.